16 novembro, 2012

Planos de Aula - Bolsista Monique Andressa de Oliveira



PLANO DE AULA
Colégio Estadual Ayrton Senna



Aula ministrada como parte do cronograma de regências do Projeto de Iniciação a Docência – PIBID.
Toledo , 27 de julho de 2012.

Tema da Aula: O Brasil ainda é um país católico?
Professor(a): Monique Andressa de Oliveira
Turma: 1° ano, matutino.

Objetivo Geral:
Conscientes da diversidade religiosa do Brasil o objetivo central da aula é discutir se o Brasil ainda pode ser considerado um país católico.

Objetivos específicos:
Discutir e problematizar a questão da religião no Brasil, como se apresenta e de que forma se desenvolve.
Abordar autores que tratam da questão religião e suas concepções.
–Discutir aspectos que contemplem a diversidade religiosa no Brasil, suas origens e a forma que se apresentam atualmente.

Conteúdo ou ementa:
Para Max Weber conhecer as religiões é uma forma de compreender as sociedades. Para entender como os indivíduos e os grupos orientam suas ações ou definem suas condutas, e se comportam uns em relação aos outros é, para este autor, importante saber que religião eles professam. De acordo com dados encontrados no trabalho “O Brasil ainda é um país católico?” de Bianca Medeiros e Helena Bomeny atualmente há no Brasil cerca de 2,1 bilhões de católicos, aproximadamente 30% da população mundial de cristãos. Como mostram os números o Brasil é o maior país católico do mundo. O que nos interessa saber na sociologia é como conjuntos imensos de pessoas se ligam a uma só idéia, se que forma isso se constrói e como se consolida.

Metodologia de Ensino:
Aula Expositiva.

Recursos Instrucionais:
Lousa.

Referências Bibliográficas

BOMENY, Helena. FREIRE-MEDEIROS, Bianca. (coord.) Tempos Modernos, tempos de sociologia. São Paulo: Editora Brasil, 2010.
DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. 4ª Edição, Lisboa: Presença, 1991.
WEBER, Max. Sociologia das Religiões, Relógio D’Água Editores, Abril de 2006.




PLANO DE AULA
Colégio Estadual Ayrton Senna



Aula ministrada como parte do cronograma de regências do Projeto de Iniciação a Docência – PIBID.

Toledo, 10 de agosto de 2012.

Tema da Aula: Sociedade de Consumo.
Professor (a): Monique Andressa de Oliveira.
Turma: 3° ano, noturno.

Objetivo Geral:
Esta aula tem por objetivo geral trazer um entendimento da realidade social e desvelar o processo atual do funcionamento de sociedade de consumo, que envolve a todos neste processo estimulando a discussão a cerca dos excessos da atual produção em massa e o consumo desenfreado que afligem a maioria dos países e culturas mundiais

Objetivos específicos:
Discutir e problematizar a questão do consumo, suas influências sob a vida cotidiana e seu impacto na sociedade.
Abordar autores que tratam da questão do consumo, relacionando ao atual sistema econômico e suas crises cíclicas.
–Informar sobre o papel das mídias no incentivo ao consumo.
–Estimular o pensamento crítico/sociológico e um maior entendimento da realidade.

Conteúdo ou ementa:
            O conteúdo da aula constituiu-se na questão da necessidade, o valor do trabalho na construção do ser social, a evolução do homem através do trabalho, a constituição familiar, entre outros temas discutidos dentro da teoria social crítica. A circulação da mercadoria, e posteriormente o seu reflexo na sociedade através da divisão de classes, desigualdade e exclusão social. Foi apresentado um documentário intitulado “A História das Coisas”, mídia que se constituiu numa ferramenta importante na discussão acerca da indústria cultural abordando sempre a concepção de mundo materialista histórica dialética.

Metodologia de Ensino:
Aula Expositiva.

Recursos Instrucionais:
Lousa, computador e data-show.

Referências Bibliográficas:
MÉZAROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. Editora: Boitempo, 2002.
THEODOR, Adorno. HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Fragmentos Filosóficos. 1947.



PLANO DE AULA
Colégio Estadual Jardim Porto Alegre


Aula ministrada como parte do cronograma de regências d Projeto de Iniciação a Docência – PIBID.
Toledo, 08 de Novembro de 2012.

Tema da Aula: A Questão Ambiental e os Movimentos Ambientalistas.
Professor(a): Monique Andressa de Oliveira.
Turma: 3° ano, matutino.

Objetivo Geral:
O objetivo geral da aula é apresentar a atual situação ambiental do planeta, as medidas tomadas pelas instituições governamentais, não governamentais e privadas a fim de resolver esta situação e discutir porque estas medidas não têm funcionado.

Objetivos específicos:
Discutir e problematizar a atual situação ambiental do planeta.
Abordar autores que a realizam críticas a cerca do capitalismo dito sustentável.
–Informar sobre medidas paliativas tomadas pelas diversas instituições que regem o capital.
–Discutir os movimentos ambientais suas falhas e êxitos.

Conteúdo ou ementa:
Nos últimos 50 anos o homem modificou o meio ambiente de forma mais rápida e intensiva que em qualquer intervalo de tempo equivalente na história da humanidade. Acompanhando a expansão do capitalismo a degradação do meio ambiente intensificou a pobreza para alguns grupos da população, e a tendência é que esta realidade piore consideravelmente na primeira metade deste século. De acordo com o relatório “Rumo a Economia Verde – Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável e a Erradicação da pobreza”, publicado pela ONU em 2050 seremos 9 bilhões de habitantes na Terra, não há perspectiva de como faremos para alimentar este montante, a escassez de água doce que já é um problema global indica uma diferença crescente até 2030 entre a demanda anual de água doce e as reservas renováveis.
Nas últimas décadas surgiram muitas iniciativas governamentais, não governamentais e privadas na intenção de freiar a degradação do meio ambiente e avançar para uma “economia verde”. No entanto, muitas dessas medidas são paliativas sem impactos relevantes de fato para o meio ambiente. Porque essas medidas não tem dado certo? Qual a relação da crise ambiental com o atual sistema econômico? E de que forma poderíamos superar tais crises? Essas são algumas das perguntas que objetivamos responder durante esta aula.

Metodologia de Ensino:
Aula Expositiva.

Recursos Instrucionais:
Lousa.

Referências Bibliográficas:
Carta da Terra – Organização das Nações Unidas, 2002.
CAVALCANTI, Clóvis. (org.). Desenvolvimento e Natureza: estudos para uma sociedade sustentável. São Paulo: Cortez, 2003.
LÖWY, Michael. Ecologia e Socialismo. São Paulo: Cortez, 2005.
LOWI, Michael. As regras do jogo capitalista são incapazes de enfrentar a crise ambiental. Entrevista concedida ao Instituto Humanistas Unisinos, 2012.



PLANO DE AULA
Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos – Ceebeja.



Aula ministrada como parte do cronograma de regências do Projeto de Iniciação a Docência – PIBID.
Toledo, 13 de novembro de 2012.

Tema da Aula: O Estado e suas diferentes formas.
Professor(a): Monique Andressa de Oliveira, acompanhada das colegas também bolsistas do PIBID, Jaqueline Hansem e Isabela Olsen.

Objetivo Geral:
Esta aula foi aplicada sob forma de oficina onde utilizamos de um recurso didático, o jogo Dominó Sociológica, para analisar qualitativamente a apreensão dos alunos sobre o conteúdo estudado na unidade, neste caso, a unidade referente à Formação do Estado Moderno, suas diferentes concepções e formas.

Objetivos específicos:
Abordar os diferentes conceitos e autores que discutem o tema Estado.
Compreender sobre as diferentes formas que o Estado pode tomar – por exemplo, autoritarismo, democracia, monarquia.
- Discutir os aspectos que diferenciam as formas do Estado, articulando a realidade brasileira.
–Compreender como e porque cada autor define o Estado de maneira diferente.

Conteúdo ou ementa: A aula sob forma de oficina abordou temas referentes à formação do Estado Moderno, as diferentes concepções e tipos de regimes. Neste sentido, a atividade foi embasada em aulas anteriores nas quais os alunos entraram em contato com os temas.

Metodologia de Ensino: Aula aplicada sob forma de oficina onde utilizamos de um recurso didático: O jogo Dominó Sociológico pensado e desenvolvido pela colega também bolsista do PIBID, Jaqueline Hansen com a colaboração dos demais bolsistas e do Coordenador do projeto Prof. Marco Antonio Arantes.


Recursos Instrucionais:
Lousa.

Referências Bibliográficas:
FOUCAULT, Michel. As Palavras e as Coisas: Uma Arqueologia das Ciências Humanas. [tradução de Salma Tannus Muchail]. 9ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
HOBBES, Thomas. Leviatã ou Matéria, Forma e Poder de um estado Eclesiástico e Civil, tradução de João Paulo Morais e Maria Beatriz Nizza da Silva,
2.ª Ed., Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda («Estudos Gerais»), 19
MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. São Paulo: DPL Editora, 2008.
OSTRENSKY, Eunice. Hobbes. In: PECORARO, Rossano (org.). Os filósofos: clássicos da filosofia, v. I de Sócrates a Rousseau. Petrópolis, RJ: Vozes; Rio de Janeiro: PUC-Rio, 2008.
ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do Contrato Social. [Tradução de Lourdes Santos Machado; introdução e notas de Paul Arbousse-Bastide e Lourival Gomes Machado]. São Paulo: Nova Cultural, 1999, (Coleção Os Pensadores).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário